Todas as Notícias

Policiais Civis de SC promovem ato em defesa de direitos e de valorização

A Associação dos Delegados de Polícia de SC (Adepol/SC) e o Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol/SC) anunciaram um ato para a esta segunda-feira (22) em defesa da valorização da atividade policial. A mobilização está programada para ocorrer das 15h às 16h, em todas as unidades policiais do Estado. O objetivo da manifestação é chamar a atenção para os impactos de medidas adotadas pela União, como a PEC 186 e Reforma Administrativa, além do pedido de inclusão dos policiais no grupo prioritário da vacinação. 

Tanto a PEC quanto a reforma propõem um congelamento de benefícios ou proibições para estados e municípios concederem reajustes e expandirem o gasto com políticas sociais, o que pode afetar o dia a dia dos policiais e a oferta de serviços públicos. 

O ato em Santa Catarina ocorrerá simultaneamente com a mobilização nacional convocada pela União dos Policiais do Brasil (UPB) juntamente com mais de 20 entidades, incluindo a Associação Nacional dos Delegados de Polícia Judiciária (ADPJ). Em Florianópolis, a mobilização será em frente à 1ª DP, na Rua Osmar Cunha, no Centro. 

No manifesto de convocação, a Adepol/SC e o Sinpol/SC destacam que os policiais civis prestam um serviço essencial à sociedade, especialmente neste momento em que o país atravessa a maior crise de saúde já existente. Porém, a importância e empenho destes profissionais da segurança pública têm sido desconsiderados neste cenário tão grave, advertem as duas entidades. 

"Assim como ocorreu na reforma da previdência, onde fomos excluídos pelo Governo Federal, também agora na PEC 186, os policiais civis não tiveram o devido reconhecimento, pois o texto aprovado mantém vedações que poderão congelar vencimentos e a criação de novas vagas por mais de uma década, o que pode levar ao sucateamento do serviço público brasileiro, atingindo especialmente as polícias", diz o manifesto. 

Outro ponto fundamental da pauta da mobilização é a inclusão dos profissionais da segurança pública nas campanhas prioritárias de vacinação. "Os policiais permanecem realizando suas atividades no enfrentamento da criminalidade, na linha de frente do combate à propagação da Covid-19, sem terem prioridade na vacinação", alertam as entidades.

Fonte - Rede Catarinense de Notícias (RCN online/ADJORI SC)

ADPJ

SCES Trecho 2, Lote 25 Dentro do clube da ADEPOL

CEP: 70.200-002
Site7Dias